Companhias asiáticas planejam comprar da CSN 40% da Namisa

quinta-feira, 16 de outubro de 2008 18:46 BRT
 

NOVA YORK, 16 de outubro (Reuters) - Um consórcio de produtores de aço asiáticos planeja gastar cerca de 400 bilhões de ienes (cerca de 3,9 bilhões de dólares) para comprar uma participação de aproximadamente 40 por cento na produtora de minério de ferro Namisa (Nacional Minérios S.A.), uma subsidiária da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) (CSAN3.SA: Cotações) (SID.N: Cotações), informou o jornal japonês Nikkei.

O consórcio incluiria as empresas Nippon Steel Corp (5401.T: Cotações), Itochu Corp (8001.T: Cotações), JFE Steel Corp (5411.T: Cotações), Sumitomo Metal Industries Ltd 5405.T, Kobe Steel Ltd (5406.T: Cotações) e Nisshin Steel Co 5407.T, assim como a rival sul-coreana Posco (005490.KS: Cotações), segundo o Nikkei.

A Namisa produz cerca de 20 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e o jornal informou que 40 por cento desse negócio seria equivalente a 10 por cento da demanda anual do Japão pela commodity.

O jornal informou que a Itochu deverá entrar com aproximadamente 40 por cento do investimento total previsto, ou cerca de 160 bilhões de ienes. O restante seria dividido entre os outros componentes do grupo com base no volume de minério de ferro que iriam adquirir.

Operadores na Bovespa afirmaram que a notícia foi o principal motivo da forte alta de 17 por cento nas ações da CSN nesta quinta-feira.

A companhia brasileira está negociando há alguns meses a venda total ou parcial da Namisa.

A conclusão do negócio nesse momento certamente seria positivo para a CSN, já que o mercado de minério de ferro e de aço passa por um momento de forte incerteza relacionada à demanda futura em meio aos prospectos de redução da atividade econômica global.

Procurada, a CSN informou que não comentaria a notícia publicada pelo Nikkei.

(Colaboraram Alberto Alerigi Jr e Aluisio Alves, em São Paulo)