Fed deixa juro inalterado apesar de turbulência

terça-feira, 16 de setembro de 2008 16:30 BRT
 

Por Mark Felsenthal

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve manteve a taxa básica de juros dos Estados Unidos nesta terça-feira, optando por ajudar o mercado financeiro com instrumentos de liquidez e afirmando que está preocupado tanto com a fraqueza econômica quanto com as pressões inflacionárias.

A decisão do banco central norte-americano mantém o juro básico em 2 por cento ao ano, onde está desde abril. O Fed afirmou que "os riscos para o crescimento e os riscos de inflação são ambas preocupações significantes", surpreendendo muitos agentes nos mercados financeiros que esperavam que o Fed mostrasse sinais de uma preocupação maior com a economia.

Os investidores começaram a esperar nesta semana que o banco central cortasse a taxas de juro em meio ao colapso do banco de investimento de 158 anos Lehman Brothers Holdings, a venda do Merrill Lynch para o Bank of America, e a luta por liquidez da seguradora AIG .

"As restrições nos mercados financeiros aumentaram significantemente e os mercados de trabalho se enfraqueceram ainda mais", o Fed afirmou em um comunicado com o anúncio de sua decisão.

"Condições apertadas de crédito, a contínua contração imobiliária, e uma desaceleração do crescimento das exportações irão provavelmente pesar sobre o crescimento econômico nos próximos trimestres."

No entanto, o banco central afirmou que a taxa de juros, já bastante baixa, e os passos tomados para aliviar o aperto dos mercados de crédito devem ajudar o crescimento econômico com o passar do tempo.

No domingo, o Fed afirmou que iria aceitar uma maior diversidade de ativos, incluindo ações, de bancos de investimento que procurassem o banco central em busca de empréstimos para ajudar a manter os mercados em funcionamento.

Na segunda-feira, o Lehman Brothers pediu proteção contra falência e o Bank of America anunciou que está comprando o Merrill Lynch.