ATUALIZA-Ata do Fed mostra preocupação com pressão inflacionária

quarta-feira, 16 de julho de 2008 15:40 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações da ata)

WASHINGTON, 16 de julho (Reuters) - As autoridades do Federal Reserve mostraram, na última reunião, preocupação de que os crescentes riscos inflacionários possam criar a necessidade de um aumento do juro, mas concordaram que as perspectivas para os preços e para o crescimento ainda são incertas.

É isso o que mostra a ata da reunião de 24 e 25 de junho, divulgada nesta quarta-feira.

"Com maiores riscos e expectativas de inflação, os membros do Fomc avaliaram que a próxima mudança na postura da política pode bem ser um aumento na taxa básica de juros; de fato, um dos membros achou que essa política deveria ser estabelecida neste encontro", mostrou a ata.

"Contudo, na visão da maioria de nossos membros, a perspectiva para a atividade econômica e para os preços continua muito incerta e, dessa forma, o tempo e magnitude da futura ação continuam incertos."

No encontro do mês passado, o Fed manteve o juro norte-americano em 2,0 por cento.

A ata mostrou também que os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) concordaram, em geral, que os riscos ao crescimento diminuíram um pouco desde a reunião de abril, quando o juro foi cortado pela última vez. Ainda assim, a avaliação é de que a atividade pode perder força.

Para o Fed, o forte aumento dos preços de energia e commodities impõe "um processo de ajuste difícil".

O presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, o único dissidente na votação pela manutenção do juro, expressou preocupações sobre os planos de empresários de repassar os custos mais altos de produção aos preços finais.

"No geral, o senhor Fisher avaliou que as expectativas de inflação estão ficando menos ancoradas", acrescentou a ata.

(Reportagem de David Lawder)