Fundos externos visitam Brasil e Mantega "vende" infra-estrutura

terça-feira, 16 de outubro de 2007 17:59 BRST
 

Por Daniela Machado

SÃO PAULO (Reuters) - Infra-estrutura e construção civil. Essas foram algumas das "recomendações" do ministro da Fazenda, Guido Mantega, a uma delegação de investidores internacionais com que se reuniu nesta terça-feira.

Mais de 50 representantes do Russell 20-20, uma associação que busca oportunidades de investimentos em grandes economias emergentes, estiveram em São Paulo para visitas à Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), onde conversaram com o ministro.

O grupo inclui executivos de fundos de pensão globais e organizações de gerenciamento de investimentos que, juntos, administram cerca de 13 trilhões de dólares.

"Eu recomendei a eles (investimento em) infra-estrutura porque, pelo crescimento do Brasil, vai haver demanda forte nesse setor. Sugeri também a indústria de construção civil e o mercado de capitais", relatou Mantega, destacando que os mercados brasileiros estão hoje em posição melhor que antes da crise global de crédito.

Segundo o presidente da BM&F, Manuel Felix Cintra Neto, que também esteve com os investidores, alguns deles vieram ao Brasil porque já trabalham com o cenário de grau de investimento para o país.

"Sem dúvida, essa proximidade que o Brasil está do investment grade faz o investidor se antecipar", disse.

Os representantes do grupo não conversaram com a imprensa e na sede, nos Estados Unidos, não havia ninguém imediatamente disponível para comentar a viagem.

De acordo com Cintra Neto, é a segunda vinda do grupo ao país --a primeira foi em 1999-- e eles devem visitar também empresas como a Embraer .

O papel do Russell 20-20 é examinar o ambiente para investimentos em grandes países emergentes e facilitar o encontro com autoridades, não tomar decisões por seus membros. Só faz parte do grupo quem é convidado, segundo informações de seu site.

Cintra Neto disse ainda que parte do grupo já tem investimentos no Brasil.