CANAL ENERGIA-Brasil envia 300 MW médios para Argentina

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008 15:33 BRST
 

Brasil envia 300 MW médios para Argentina

Alexandre Canazio, da Agência CanalEnergia, OeM
16/01/2008

O Brasil voltou a ajudar a Argentina na última terça-feira, 15
de janeiro, com o envio de energia para o país vizinho. O país,
segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrica, enviou 300 MW
médios entre 14 horas e 19 horas e de 21 horas às 24 horas. A
Argentina, por sua vez, devolveu 100 MW médios na madrugada
desta quarta-feira, 16. O país vizinho vêm sofrendo com cortes
de energia devido às restrições de oferta local.

As transferências nacionais também continuaram, mas em ritmo
abaixo do programado pelo Operador. A região Nordeste recebeu
1.793 MW médios ontem, sendo 1.585 MW médios do subsistema
Sudeste/Centro-Oeste e 208 MW médios da região Norte. Os envios
ficaram abaixo dos 2.655 MW médios previstos. Já a região Sul
enviou apenas 656 MW médios para o Sudeste/Centro-Oeste, abaixo
dos 772 MW médios previstos pelo ONS.

A geração térmica de 4.279 MW médios ficou abaixo do programado
para ontem em 4.561 MW médios. Restrições de combustíveis e
problemas técnicos são as principais causas da continua
frustração das termelétricas, apesar de algumas unidades terem
gerado acima do programado. A geração hídrica continua
sustentando patamares acima do programado: 37.011 MW médios
contra 36.043 MW médios.

A queda de duas torres, com outras duas danificadas, da linha
de transmissão Bauru/Cabreúva, em 440 kV, retirou dois
circuitos, prejudicando o fornecimento de energia de Itaipu. O
acidente causou a sobrecarga na subestação Anhagüera solucinada
através do remanejamento de energia pelo Sistema Interligado
Nacional para outras três subestações. 

A usina binacional gerou pouco abaixo do programado devido ao
acidente e a defluência no período de carga pesada. Segundo o
ONS, o circuito 2 da linha da Transmissão Paulista tem previsão
de retorno no próximo sábado, 19, através de torres
provisórias. Enquanto, o circuito 1 não tem previsão de
retorno.

  
 CANAL ENERGIA é uma publicação do Grupo Canal Energia.


 (As informações ou opiniões acima são de responsabilidade
do CANAL ENERGIA -- www.canalenergia.com.br -- e não devem ser
consideradas notícias da Reuters.)


 Notícias sobre energia em português [ENERG.SA]
 Outras notícias do Canal Energia [CANAL.SA]
 Acompanhe o índice de energia da Bovespa