Bernanke apóia pacote de estímulo fiscal para a economia

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008 13:15 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, apoiou nesta quinta-feira os esforços de criação de um pacote de estímulo fiscal para a economia, e repetiu que o banco central norte-americano está pronto para atuar agressivamente para conter os riscos de recessão.

"A ação fiscal pode ser útil em princípio, já que os estímulos fiscais e monetários, juntos, podem dar mais suporte à economia do que as medidas monetárias sozinhas", avaliou em comentários preparados para a comissão orçamentária da Câmara dos Deputados.

No entanto, ele especificou que é "criticamente importante" que qualquer medida fiscal seja posta em prática rapidamente e tenha o impacto máximo em 12 meses. Qualquer outro efeito teria mais danos que benefícios, alertou Bernanke.

O chairman do Fed voltou a trazer uma avaliação desanimadora sobre a saúde da economia, como fez na semana anterior --o que foi visto como um sinal de que o banco central pode cortar o juro em 0,50 ponto percentual no final do mês.

"Recentemente, a informação que chega tem sugerido que o cenário sobre a atividade real em 2008 piorou e que os riscos ao crescimento se tornaram mais pronunciados", disse.

"Continuamos prontos para tomar medidas adicionais substanciais à medida que forem necessárias para dar suporte ao crescimento e segurança adicional contra os riscos de baixa."

(Por Glenn Sommerville)

 
<p>Bernanke ap&oacute;ia pacote de est&iacute;mulo fiscal para a economia. O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, apoiou os esfor&ccedil;os de cria&ccedil;&atilde;o de um pacote de est&iacute;mulo fiscal para a economia, e repetiu que o banco central norte-americano est&aacute; pronto para atuar agressivamente. 14 de janeiro. Photo by Joshua Roberts</p>