CANAL ENERGIA-MME autoriza implantação de 532,3 MW de térmicas

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008 14:19 BRST
 

MME autoriza implantação de 532,3 MW de térmicas

Da Agência CanalEnergia, Expansão
17/01/2008

O Ministério de Minas e Energia autorizou nesta quinta-feira,
17 de janeiro, a implantação de quatro centrais termelétricas,
que vão estabelecer-se como produtoras independentes de
energia. As usinas totalizam 532,36 MW, segundo despachos
publicados no Diário Oficial da União. Das quatro termelétricas
que serão implementadas, três serão movidas à óleo combustível
B1- UTE Viana, UTE Monte Pascoal e UTE Tocantinópolis - e
apenas uma utilizará o bagaço de cana - usina Bonfim.

A UTE Viana, no Espírito Santo, será constituída de dez
unidades geradoras e terá capacidade instalada de 170,76 MW. De
acordo com o despacho, a licença de instalação deverá ser
obtida até 1 de fevereiro; as obras deverão começar até 18 de
julho e a unidade deverá entrar em operação comercial até 31 de
dezembro de 2009. Já a usina Bonfim, terá capacidade instalada
de 59 MW e ficará localizada no município de Guariba (SP). O
início das obras civis deverá acontecer até 1 de março de 2009
e a usina tem previsão de entrar em operação comercial até 5 de
maio de 2011.

Para a UTE Monte Pascoal, o MME estabeleceu o prazo até 30 de
maio para a obtenção da licença de instalação, com início das
obras para até 30 de junho e início da operação comercial até
1 de janeiro de 2010. A termelétrica tem capacidade instalada
de 137,6 MW e ficará localizada no município de Eunápolis (BA).
No caso da UTE Tocantinópolis, o prazo para obtenção de licença
de instalação vai até 30 de abril, com início das obras até 28
de fevereiro de 2009 e início da operação comercial até 1 de
janeiro de 2010. A central possui 165 MW de capacidade
instalada e ficará localizada no município de Tocantinópolis
(TO).






 CANAL ENERGIA é uma publicação do Grupo Canal Energia.


 (As informações ou opiniões acima são de responsabilidade
do CANAL ENERGIA -- www.canalenergia.com.br -- e não devem ser
consideradas notícias da Reuters.)


 Notícias sobre energia em português [ENERG.SA]
 Outras notícias do Canal Energia [CANAL.SA]
 Acompanhe o índice de energia da Bovespa