Lula assina acordo de biocombustíveis no Congo

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 08:41 BRST
 

BRAZZAVILLE (Reuters) - O governo brasileiro assinou nesta quarta-feira dois acordos com a República do Congo para fornecer ao país africano treinamento, tecnologia e financiamento para a produção de biocombustível a partir da cana-de-açúcar e do óleo de palma.

O líder congolês, Denis Sassou-Nguesso, afirmou durante entrevista ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a produção de petróleo em seu país deve diminuir em alguns anos e por isso é necessário pensar no futuro.

Lula, que viajou para a África do Sul nesta quarta, disse que o continente africano tem terras suficientes para produzir biocombustíveis e pode gerar uma solução para o déficit de energia registrado na área mais pobre do mundo.

"Nós estamos prontos para auxiliar o continente e estamos dispostos a ajudar os países que querem seguir o exemplo do Brasil: atualmente nós somos auto-suficientes em energia", afirmou Lula durante a entrevista.

A África conta com diversas fontes para a elaboração de biocombustíveis, incluindo cana-de-açúcar, beterraba, milho, sorgo e mandioca --que podem ser utilizados na fabricação de etanol-- e amendoim, cujo óleo pode ser usado como combustível para motores a diesel.

(Por Christian Tsoumou)

 
<p>O primeiro-ministro da &Iacute;ndia, Manmohan Singh, o preisdente da &Aacute;frica do Sul, Thabo Mbek, e o presidente Lula antes de encontro entre os tr&ecirc;s pa&iacute;ses em Pretoria, dia 16 de outubro. Photo by Reuters</p>