BOLSA EUROPA-Mercados ampliam rali depois de dados dos EUA

quinta-feira, 17 de julho de 2008 10:18 BRT
 

Por Patrizia Kokot

LONDRES, 17 de julho (Reuters) - As bolsas de valores da Europa ampliavam ganhos iniciais depois da divulgação de dados de moradia e de pedidos de auxílio desemprego nos Estados Unidos em níveis melhores do que o esperado pelo mercado, o que reduziu temores dos investidores sobre o cenário da economia.

Às 10h14 (horário de Brasília), o índice que reúne as principais ações do continente, o FTSEurofirst 300 .FTEU3, exibia alta de 3,05 por cento, a 1.149 pontos, perto do pico atingido na sessão de 1.150 pontos.

As ações do setor financeiro eram destaque de valorização, com o índice que reúne as ações do setor avançando 6,6 por cento. O Barclays (BARC.L: Cotações) tinha disparava de 10,6 por cento, Deutsche Bank (DBKGn.DE: Cotações) saltava 8 por cento e o UBS UBSN.VX tinha forte alta de 9,7 por cento.

O resultado do norte-americano JP Morgan (JPM.N: Cotações) também ajudavam na alta do setor. O lucro caiu no segundo trimestre, mas ficou acima do esperado.

"Tentar ver muito dentro de um resultado de empresa é loucura nesta situação. Uma lição do ano passado é, se tentar prever com muita antecedência no setor financeiro, vai acabar se queimando". afirmou Ian Richards, estrategista de ações européias no Royal Bank of Scotland.

"Os investidores estão com muitas suspeitas e agindo no curto prazo. Qualquer coisa vista como ligeira melhora pode ter um impacto desproporcional no preço das ações", acrescentou.

Já Yann Lepape, estrategista chefe de macroeconomia na Oddo Securities, em Paris, afirmou que "mesmo se tivermos uma surpresa positiva aqui ou ali, isso não significa que a crise financeira acabou. Podemos ter uma recuperação técnica no curto prazo, mas numa perspectiva macro, a história é outra".

O mercado ainda deve voltar suas atenções no dia para os resultados do Merrill Lynch MER.N, IBM (IBM.N: Cotações), Microsoft (MSFT.O: Cotações) e Google (GOOG.O: Cotações).   Continuação...