CÂMBIO-Dólar segue mercado externo e opera em baixa

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 10:42 BRST
 

SÃO PAULO, 17 de outubro (Reuters) - O dólar acompanhava o comportamento dos mercados internacionais e operava em queda nesta quarta-feira, aproximando-se novamente do patamar de 1,800 real à beira da decisão do Banco Central sobre a taxa básica de juros.

Às 10h40, a moeda norte-americana BRBY caía 0,39 por cento, para 1,808 real.

O mercado de câmbio segue a repercussão no exterior à divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) nos Estados Unidos. O dado, um dos mais importantes na avaliação do Federal Reserve sobre a economia, teve alta de 0,3 por cento em setembro, pouco mais que o esperado.

O resultado, apesar de ter sido o maior desde maio, não afetava a alta dos índices futuros de Wall Street, que eram impulsionados por lucros maiores do que o previsto.

"A bolsa lá está subindo e... o dólar agora está aproveitando para dar uma batida", disse Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento.

No Brasil, os investidores aguardam a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juro, atualmente a 11,25 por cento. Nobrega, porém, acredita que a reunião terá efeito limitado sobre o câmbio no curto prazo.

"Para mim, (a decisão sobre o juro) não vai influenciar tanto na cotação do dólar. Se vier uma manutenção, pode ser que o dólar ceda mais um pouco. Mas, mesmo se vier a queda (de 0,25 ponto percentual), a tendência de queda no curto prazo vai continuar", avalia.

"Nesses níveis de juro, o investidor externo ainda tem apetite para o Brasil", acrescenta, em referência ao diferencial dos juros praticados no Brasil e no exterior e que atrai investidores interessados em ativos com alto rendimento.

A decisão do Copom será anunciada a partir do final da tarde, após o fechamento dos mercados.