Petróleo nos EUA fecha abaixo de US$130 com demanda fraca

quinta-feira, 17 de julho de 2008 17:35 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em queda pela terceira sessão consecutiva nesta quinta-feira, caindo para o seu menor nível em seis semanas.

As operações foram voláteis com os temores sobre a demanda persistindo após dados do governo mostrarem na quarta-feira uma alta inesperada nos estoques do petróleo e de seus derivados nos Estados Unidos.

Uma consultoria britânica estimou que as exportações da Organização dos Países Exportadores de Petróleo vão subir bastante nas próximas semanas, e isso pressionou ainda mais a commodity.

Uma queda de 8,2 por cento nos futuros de gás natural acrescentou mais um fator para a baixa do petróleo.

Na Nymex, o contrato agosto fechou em baixa de 5,31 dólares, ou 3,95 por cento, a 129,29 dólares, sendo negociado entre 129 e 136,75 dólares. O fechamento é o menor para o primeiro vencimento desde 5 de junho.

Em três dias, o contrato agosto perdeu 15,89 dólares, ou 10,95 por cento, frente aos 145,18 dólares do fechamento de segunda-feira. Em comparação com o recorde intradia atingido na sexta-feira de 147,27 dólares, os preços despencaram 18,27 dólares, ou 12,4 por cento.

Durante a sessão, as operações voláteis de opções, preocupações sobre a greve de petroleiros no Brasil e as agitações na Nigéria chegaram a elevar os preços em mais de 2 dólares.

"A fraca demanda consumidora e a recuperação da oferta da Opep estão finalmente aparecendo nos números, preparando o cenário para um grande recuo dos preços", disse Antoine Halff, chefe de pesquisas da Newedge USA LLC.

Em Londres o contrato setembro do petróleo tipo Brent caiu 4,74 dólares, ou 3,4 por cento, a 135,81 dólares por barril, sendo negociado entre 130,73 e 137,85 dólares.

(Reportagem de Gene Ramos)