CANAL ENERGIA-Aneel diz que obras de térmicas estão em dia

quinta-feira, 17 de julho de 2008 13:02 BRT
 

Aneel: relatório mensal indica que obras de térmicas que
iniciarão operação em 2008 estão em dia

Fábio Couto, da Agência CanalEnergia, Expansão
17/07/2008

O acompanhamento mais recente das obras de termelétricas de
todas as fontes feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica
indica que 30 usinas estão com cronograma em dia para entrada
em operação comercial em 2008, totalizando 1.260,63 MW, do
total de 1.668,8 MW projetados para este ano. Segundo o
levantamento, apenas 239,40 MW estão com impedimentos que
retardam o andamento do cronograma, mas ainda mantém operação
este ano - o que corresponde a sete usinas. Apenas uma usina,
de 168,8 MW, possui graves problemas para a entrada em operação
este ano.

Este ano, já entraram em operação 49,23 MW de térmicas e 152,2
MW de usinas a biomassa, além de uma usina enquadrada no
Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia
Elétrica, com 8 MW. Para 2009, 2.292,44 MW apresentam sinal
verde pela Aneel, ou seja, possuem ritmo adequado no
cronograma, enquanto 583,84 MW estão classificados com sinal
amarelo. Não há nenhuma termelétrica com sinal vermelho com
previsão de iniciar operação comercial no ano que vem.

No entanto, para 2010, apenas 380 MW estão com sinal verde,
enquanto 1.542,48 MW receberam da Aneel classificação amarela
para entrar em operação naquele ano e 153 MW possuem graves
restrições para atender à meta. Outros 7.514,1 MW estão com
graves restrições para início de operação, porém, sem previsão
de iniciar operação comercial.

De acordo com o levantamento da Aneel, considerando térmicas a
gás natural, óleo combustível, carvão ou óleo diesel, 334,23 MW
(sete usinas) estão com sinal verde para entrada em operação
este ano. Uma usina, a Gusa Nordeste (MA, 10 MW), possui
restrição que a coloca com sinal amarelo, enquanto a Enersisa
(AM, 168,80 MW) é o único empreendimento com restrição
considerada como grave.

A maior parte da potência com graves restrições de
implementação e sem previsão de iniciar operação está na
geração termelétrica convencional, com destaques para as usinas
Santa Branca (SP, 1.112,4 MW), Sepetiba (RJ, 1.377 MW), Jacuí
(RS, 350,2 MW) e Seival (RS, 542 MW). O levantamento da Aneel
aponta ainda que 1.985,41 MW de usinas concedidas no âmbito do
Programa Prioritário de Termeletricidade ainda estão sem
previsão de iniciar operação comercial, com destaque para as
usinas Carioba II (SP, 1.111,10 MW) e São Gonçalo (RJ, 210,80
MW).

Com relação à biomassa, 534,88 MW apresentam cronograma em dia
(sinal verde), enquanto 102 MW estão com classificação amarela
- restrições que retradam o cumprimento do cronograma. Dos
556,6 MW previstos para iniciar operação comercial em 2009,
491,1 MW estão com cronograma em dia, enquanto 65,5 MW
receberam sinal amarelo da Aneel. Para 2010, porém, 30 MW estão
com sinal verde, ou seja, sem restrições, enquanto 303,92 MW
possuem entraves que podem atrasar o início da operação. Outros
330,71 MW não têm previsão de iniciar geração comercial.

A fiscalização da Aneel aponta ainda que as três térmicas a
biomassa que negociaram energia pelo Proinfa com previsão de
iniciar operação comercial este ano - 127,4 MW - estão com
sinal amarelo. Outras cinco usinas (98 MW) estão com graves
restrições e sem previsão de entrar em operação.






 CANAL ENERGIA é uma publicação do Grupo Canal Energia.


 (As informações ou opiniões acima são de responsabilidade
do CANAL ENERGIA -- www.canalenergia.com.br -- e não devem ser
consideradas notícias da Reuters.)


 Notícias sobre energia em português [ENERG.SA]
 Outras notícias do Canal Energia [CANAL.SA]
 Acompanhe o índice de energia da Bovespa .IEE