Mineradoras se animam com descoberta canadense rica em níquel

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 17:59 BRST
 

Por Cameron French

TORONTO (Reuters) - Uma descoberta inicialmente rica em níquel e cobre na remota região canadense de James Bay atraiu uma série de empresas de exploração e pode em breve seduzir mais investidores.

As ações da Noront Resources Ltd. subiram desde que a empresa anunciou os resultados de perfurações, no final de agosto, mostrando alto nível de mineralização de níquel e cobre em seu projeto Double Eagle, a cerca de 900 quilômetros de Toronto.

Agora, outros exploradores estão fazendo reivindicações, e o chefe-executivo da Noront afirmou que está negociando com importantes 'players' ansiosos para entrarem em uma área que, segundo ele, tem similaridades geológicas com as grandes descobertas de níquel em Sudbury, Ontario, e em Voisey Bay, a enorme propriedade no leste do Canadá que é agora da Companhia Vale do Rio Doce .

Um porta-voz da Xstrata, que tornou-se grande produtor de níquel com sua aquisição da Falconbridge, concentrada em Sudbury, no ano passado, negou-se a comentar. A Vale, que comprou a Inco no ano passado, não retornou as ligações.

"Os resultados de análises que tiramos até agora são espetaculares", disse o chefe-executivo Richard Nemis à Reuters.

Os resultados divulgados no final de setembro revelaram a perfuração mais rica até agora, com mineralização média de 5,9 por cento de níquel e 3,1 por cento de cobre em 68 metros.

"Não é preciso muito mais do que 5 milhões de toneladas com esse tipo de grau para fazer um depósito", disse Nemis, estimando que a Noront e suas parceiras delimitaram quase 80 mil hectares na área.