Enchentes nos EUA podem aumentar venda de etanol brasileiro

terça-feira, 17 de junho de 2008 15:43 BRT
 

Por Timothy Gardner

NOVA YORK (Reuters) - Os problemas para a produção de etanol nos Estados Unidos devido às enchentes não têm sido significativos, mas poderão levar a algum volume adicional de importações do Brasil, informou um grupo que representa o setor nos EUA.

Apenas duas usinas de etanol tiveram que interromper a produção no país e o uso de estoques, estimados em até 500 milhões de galões no momento, vão compensar estas perdas, além das importações, infomou a Renewable Fuels Association (RFA).

"É perfeitamente possível que possamos ter mais importações do Brasil", disse Matt Hartwig, porta-voz da entidade.

As duas usinas fechadas estão no município de Cedar Rapids, em Iowa. Uma é de propriedade da ADM, que não quis informar a capacidade de produção, e a outra é da Penford Corp, inaugurada em maio e com capacidade para produzir até 45 milhões de galões por ano.

Os produtores estão mais preocupados, no momento, com o aumento ainda maior dos preços do milho, matéria-prima básica para o etanol nos EUA.

"Está claro que esses eventos inesperados vão fazer com que os preços dos grãos continuem elevados, aumentando a pressão sobre a indústria", disse o presidente da RFA, Bob Dinneen, em comunicado.

O preço do etanol no mercado disponível no Meio-Oeste dos EUA avançou cerca de 40 centavos de dólar por galão desde o início das enchentes, para 2,85 dólares o galão (3,7 litros).

Um relatório da área de research do Citi informou que algumas usinas no país estão parando não pelas enchentes, mas pela alta dos preços do milho ter inviabilizado financeiramente as operações.

REUTERS MTX DL