Coréia do Sul planeja investir US$21,5 bi em energia no exterior

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007 11:21 BRST
 

SEUL (Reuters) - O Serviço Nacional de Pensão da Coréia do Sul (NPS) informou neste fim de semana que vai investir 20 trilhões de wons (21,51 bilhões de dólares) nos próximos 10 anos em projetos de desenvolvimento de energia no exterior, em uma tentativa de assegurar reservas energéticas ao país.

O investimento será compartilhado por três estatais sul-coreanas, Korea National Oil Corp (KNOC), Korea Gas Corp (Kogas) e Korea Resources Corp (Kores), informou o fundo de pensão em comunicado.

"Uma comissão de operação formada por representantes das três companhias será responsável pelas decisões dos investimentos", disse Kim Ho-shik, presidente do NPS.

"Mas vamos investir principalmente em campos de petróleo ou gás que já estejam em produção, uma vez que seria muito arriscado buscar campos que estão sendo apenas avaliados", acrescentou.

A Coréia do Sul, quinto maior comprador de petróleo do mundo, tem buscado projetos internacionais de energia com o objetivo de obter pelo menos 20 por cento de gás e petróleo a partir de seus próprios campos até 2013.

O NPS, que administra mais de 200 bilhões de dólares em ativos, tem diversificado seu portfólio para buscar retornos maiores. O fundo recolhe 9 por cento dos salários de um terço dos 48 milhões de habitantes da Coréia do Sul e de seus empregadores.

O NPS tem afirmado que pretende ser o segundo maior fundo de pensão do mundo com previsão de atingir 400 trilhões de wons em ativos até 2012.