23 de Outubro de 2007 / às 03:34 / 10 anos atrás

Preocupações com EUA e Índia derrubam mercados na Ásia

<p>Pessoas observam &iacute;ndices de a&ccedil;&otilde;es em bolsa em Wuhan, dia 16 de outubro. As a&ccedil;&otilde;es do setor financeiro pressionaram os mercados asi&aacute;ticos nesta ter&ccedil;a-feira depois que um balan&ccedil;o trimestral fraco do Citigroup ajudou a retomar as preocupa&ccedil;&otilde;es sobre os mercados de cr&eacute;dito. Photo by Stringer Shanghai</p>

Por Ian Chua

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam em queda nesta quarta-feira, com pânico na Índia por conta de planos do governo de reduzir os fluxos de entrada de capital estrangeiro e preocupações sobre a economia dos Estados Unidos, ampliadas por balanços trimestrais de bancos decepcionantes.

A fraqueza no apetite por ações e temores renovados sobre problemas nos mercados de crédito globais incentivaram demanda por ativos considerados seguros, incluindo bônus do governo japonês. Enquanto isso, o iene se valorizou contra outras moedas importantes antes de uma reunião dos ministros de Finanças do G7, na sexta-feira.

O índice indiano de ações, que registrou o maior movimento na Ásia, chegou a despencar cerca de 9 por cento, depois que investidores reagiram a propostas de cortes urgentes nos fluxos de capital estrangeiro em ações, que têm ajudado o mercado a registrar recorde.

A queda lembrou o tumulto ocorrido com ações na Tailândia em dezembro, depois que investidores correram de medidas drásticas do governo para conter a valorização da moeda do país, o baht.

<p>Investidor olha para painel eletr&ocirc;nico em bolsa de Xangai, dia 16 de outubro. As bolsas de valores da &Aacute;sia fecharam em queda nesta quarta-feira. Photo by Stringer Shanghai</p>

"Se lembrar a situação tailandesa do ano passado, a maioria dos bancos centrais da região informou que não estavam considerando medidas semelhantes. Então, felizmente, isso significa que o impacto será relativamente contido desta vez também", disse Tim Rocks, estrategista de ações da Macquarie Securities.

O movimento de vendas acabou perdendo força, e às 8h15 (horário de Brasília) o indicador recuava 1,76 por cento.

O índice que reúne os principais mercados da região da Ásia-Pacífico menos o Japão MSCI exibia queda de 0,15 por cento, a 558,8 pontos. O indicador acumula perda de 3 por cento desde o nível recorde atingido na última quinta-feira.

A bolsa de Tóquio fechou em queda de 1,07 por cento, a 16.955 pontos, menor nível em duas semanas e meia. Enquanto isso, em Seul, o mercado caiu 1,09 por cento, para 1.983 pontos.

A bolsa de Hong Kong, por outro lado, avançou 1,19 por cento, a 29.298 pontos, enquanto em Xangai houve queda de 0,92 por cento. Taiwan se desvalorizou em 0,32 por cento.

Cingapura avançou 0,76 por cento e Sydney recuou 0,18 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below