Justiça anula julgamento de condenado por morte de irmã Dorothy

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007 23:22 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Tribunal de Justiça do Pará decidiu nesta segunda-feira anular o julgamento em que Rayfran das Neves Sales foi condenado a 27 anos de prisão pelo assassinato da freira Dorothy Stang, ocorrido em 2005 na cidade de Anapu.

O advogado de defesa de Rayfran, César Ramos, disse, segundo a Agência Brasil, que os desembargadores do TJ paraense concordaram com seu argumento de que o réu teve cerceado seu direito à plena defesa.

Rayfran, acusado pelo Ministério Público de receber 50 mil reais de fazendeiros da região para executar a missionária norte-americana, permanecerá preso até a realização de um novo julgamento, que ainda não tem data definida, disse o advogado de acordo com a Agência Brasil.