Caravana petista vai a Brasília pressionar Marta a se candidatar

quinta-feira, 17 de abril de 2008 19:02 BRT
 

Por Carmen Munari

SÃO PAULO (Reuters) - Petistas de São Paulo vão a Brasília na próxima quinta-feira para pressionar a ministra Marta Suplicy (Turismo) a decidir pela candidatura à prefeitura da capital paulista. Trata-se da primeira manifestação explícita dos apoiadores da ex-prefeita.

"Vamos fazer uma grande caravana e pedir para ela sair candidata. Marta é importante para o partido e com ela o PT tem grande chance de retomar prefeitura de São Paulo", disse à Reuters o deputado estadual Ênio Tatto, do PT.

Participará da caravana a maior parte dos 20 deputados estaduais e dos 12 vereadores do PT. Eles devem se juntar aos deputados federais em Brasília.

Os defensores da candidatura Marta, que lidera recente pesquisa de intenção de voto, também preparam outro ato, desta vez na capital, no dia 30. Com o slogan "Volta Marta", será realizado na sede do sindicato dos trabalhadores da indústria química.

A falta de um candidato está dificultando as negociações com aliados. "Todos os partidos estão amarrados enquanto as candidaturas não se definem", disse Tatto.

Mesmo assim, Marta teve um encontro pessoal com Orestes Quércia, presidente do PMDB paulista. Pelo que vem sendo ventilado, o PMDB, com o maior tempo na TV, assumiria a vice na chapa de Marta e, em 2010, o PT apoiaria a candidatura de Quércia ao Senado.

As mobilizações não garantem uma decisão imediata de Marta. Ela recebeu o aval do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em março, mas vem dizendo que tem até 5 de junho para deixar o ministério, de acordo com a legislação eleitoral.

Sempre que questionada sobre a candidatura, desconversa e diz que está "mergulhada" ou "imbuída" pelas atividades da pasta do Turismo. Prefeita de São Paulo entre 2000 e 2004, ela assumiu o ministério em março do ano passado e antes tentou a reeleição em 2004, que perdeu para José Serra (PSDB).   Continuação...