Banco da Inglaterra manteve taxa básica de juro por 8 votos a 1

quarta-feira, 17 de setembro de 2008 09:26 BRT
 

LONDRES, 17 de setembro (Reuters) - O Comitê de política monetária (MPC, na sigla em inglês) do Banco da Inglaterra manteve a taxa básica de juro em 5 por cento este mês por 8 votos a 1, com David Blanchflower defendendo uma redução de 0,5 ponto percentual.

A ata da reunião realizada em 3 e 4 de setembro foi publicada nesta quarta-feira, mostrando que os membros do BC da Inglaterra consideraram tanto aumentar, quanto reduzir as taxas antes de decidirem pela manutenção.

Os detalhes sobre a decisão impulsionaram as expectativas de que o MPC está se movimentando em direção ao corte da taxa, à medida que o formulador de política, Tim Besley, não repetiu seu voto a favor de um aumento da taxa neste mês. Os mercados esperavam outro decisão confusa como em agosto, onde diretores votaram pela manutenção, aumento e corte do juro.

"O MPC agora parece ter um viés inclinado para uma redução da taxa de juro que deve ser fortalecido com os acontecimentos desde a reunião, sem desconsiderar as notícias de hoje sobre um crescimento do desemprego", disse Jonathan Loynes da Capital Economics.

A agência de estatísticas nacionais divulgou nesta quarta-feira que o número de britânicos pedindo auxílio desemprego aumento em 32,5 mil em agosto, maior aumento desde dezembro de 1992. Isso contribuiu com o pessimismo sobre a economia nesta semana, à medida que os mercados de ações têm caído desde o colapso do Lehman Brothers.

O presidente do Banco da Inglaterra, Mervyn King, afirmou em uma carta para o ministro das Finanças, Alistair Darling, na terça-feira, que o MPC deve manter em mente, nas próximas reuniões, o desenrolar da situação nos mercados.