Kosovo declara independência da Sérvia

domingo, 17 de fevereiro de 2008 12:36 BRT
 

Por Shaban Buza

PRISTINA, Sérvia (Reuters) - Kosovo declarou sua independência da Sérvia neste domingo, pondo fim a um longo capítulo na sangrenta fragmentação da ex-Iugoslávia.

A declaração de independência foi feita por líderes da maioria de etnia albanesa, que forma 90 por cento da população da província separatista, incluindo ex-guerrilheiros que lutaram pela independência na guerra de 1998-99, que deixou cerca de 10 mil civis mortos.

"Nós, líderes democraticamente eleitos de nosso povo, por meio desta declaração proclamamos o Kosovo um Estado independente e soberano", diz o texto lido no Parlamento pelo primeiro-ministro de Kosovo, Hashim Thaci.

De acordo com a declaração, Kosovo será "uma sociedade que respeita a dignidade humana" e que se compromete a enfrentar "o legado doloroso do passado recente, num espírito de reconciliação e perdão".

Todos os 109 deputados presentes à sessão na capital de Kosovo, Pristina, votaram a favor da declaração. Onze deputados de minorias étnicas, incluindo sérvios, não estavam presentes.

Belgrado se opõe terminantemente à secessão. Com o apoio da Rússia, os sérvios juram que nunca vão abrir mão do território, historicamente ligado à Sérvia por 1.000 anos.

Mas o Ocidente apóia a reivindicação de um Estado próprio feita pelos 2 milhões de kosovares de etnia albanesa, nove anos depois de a Otan ter ido à guerra para salvá-los das forças sérvias.

Kosovo será o sexto Estado desde 1991 a sair da ex-federação iugoslava, dominada pela Sérvia, depois de Eslovênia, Croácia, Macedônia, Bósnia e Montenegro.   Continuação...

 
<p>Declara&ccedil;&atilde;o de independ&ecirc;ncia do Kosovo, no primeiro-plano. No fundo, o primeiro-ministro do Kosovo, Hashim Thaci (direita), e o presidente do Kosovo, Fatmir Sejdiu, durante sess&atilde;o do parlamento em Pristina. Kosovo declarou sua independ&ecirc;ncia da S&eacute;rvia neste domingo. Photo by Damir Sagolj</p>