Yahoo apresenta plano de crescimento e não quer ser comprado

terça-feira, 18 de março de 2008 12:08 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O Yahoo apresentou nesta terça-feira um plano de três anos que, segundo a empresa, irá mantê-lo à frente das previsões de Wall Street e que deve convencer os investidores de que a oferta de compra da Microsoft não condiz com o valor da empresa.

As ações do Yahoo subiam cerca de 4,5 por cento, para 27 dólares.

De acordo com o plano, que foi primeiramente apresentado ao conselho em dezembro de 2007, o Yahoo acredita que pode dobrar seu fluxo de caixa até 2010, para 3,7 bilhões de dólares, e aumentar a receita para 8,8 bilhões de dólares, excluindo-se pagamento e anexos.

As previsões, feitas por seis analistas para 2009 e 2010, de acordo com a empresa, são beseadas em taxas de crescimento de receita e fluxo de caixa acima das estimativas médias.

Em 1o de fevereiro, a Microsoft fez uma proposta de compra não solicitada pelo Yahoo, inicialmente avaliando o negócio em 44,6 bilhões de dólares, ou 31 dólares por ação.

A Microsoft não mostrou sinais de que pode elevar a oferta, agora perto de 42 bilhões de dólares, e uma pesquisa da Reuters mostra que a maior parte dos analistas prevê que a gigante do software conseguirá efetuar a aquisição.

"O Yahoo está posicionado para acelerado crescimento financeiro -- possuímos uma marca forte, uma grande audiência global e um modelo operacional altamente lucrativo", afirmou o presidente-executivo, Jerry Yang, em comunicado.

Segundo o Yahoo, seu conselho continua a avaliar todas suas estratégias alternativas possíveis, e reafirmou seus estimativas para o primeiro trimestre e ano de 2008.

(Reportagem de Michele Gershberg)