Petróleo sobe e chega a US$117 o barril

sexta-feira, 18 de abril de 2008 17:50 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em forte alta nesta sexta-feira, atingindo o recorde de 117 dólares o barril com o mercado reagindo a problemas de oferta e compradores atuando depois de o preço da commodity ter caído 2 dólares mais cedo no dia.

"Altistas vêem qualquer venda como uma oportunidade", disse um trader.

Na Nymex, o contrato maio subiu 1,83 dólares, ou 1,6 por cento, a 116,69 dólares, um fechamento recorde.

As negociações variaram entre 112,72 e 117 dólares, novo recorde intradia que apagou a marca de quinta-feira de 115,54 dólares. O recorde desta sexta-feira foi atingido pouco depois do fim do pregão viva-voz

Em Londres, o petróleo tipo Brent ganhou 1,49 dólar para 113,92 dólares por barril, negociado entre 110,62 e 114,22 dólares.

Os preços do petróleo mais do que quadruplicaram desde 2002 com as reservas lutando para conseguir abastecer a crescente demanda, especialmente a chinesa e de outras economias emergentes.

Um grupo rebelde nigeriano afirmou nesta sexta-feira que sabotou um importante oleoduto operado pela Royal Dutch Shell e prometeu ampliar os ataques contra instalações petrolíferas.

Autoridades da Shell, que atualmente fornece 400 mil barris por dia abaixo de sua capacidade no país devido a uma sabotagem e problemas de segurança, confirmou que uma pequena parcela de sua produção ficou restrita.

O petróleo caiu para 112,72 durante as operações noturnas após o dólar se valorizar frente a diversas moedas depois que o Citigroup, o maior banco dos Estados Unidos, divulgou resultados acima do esperado.

Uma forte queda no mercado acionário chinês nesta sexta-feira elevou as preocupações com uma possível desaceleração econômica na China, segunda maior consumidora de petróleo do mundo.