Anatel deve votar novo PGO em 3 semanas a um mês, diz Sardenberg

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 09:22 BRT
 

LISBOA (Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deverá votar o novo Plano Geral de Outorgas (PGO) dentro de três semanas a um mês, disse o presidente da autarquia, Ronaldo Sardenberg, nesta quinta-feira.

Sardenberg afirmou que o PGO está sendo analisado do ponto de vista técnico e jurídico e dentro de dias será enviado ao conselho diretivo da Anatel. Ele disse que o objetivo "é, na medida do possível, chegar a uma solução de consenso" no novo PGO, que vai criar novas regras para o setor de telecomunicações do país.

"O PGO está em consideração no setor técnico e no setor jurídico e numa questão de dias será submetido ao conselho diretor. Ainda há temas em debate quando chegar ao conselho diretor", afirmou a jornalistas durante uma conferência de telecomunicações.

Sardenberg afirmou que a Anatel recebeu 470 sugestões na consulta pública e que existem muitas alternativas a serem consideradas.

"Dentro de três semanas a um mês (o conselho diretivo da Anatel deve votar o PGO)", acrescentou.

Depois disso, a Anatel enviará a sua proposta de novo PGO para o Ministério das Comunicações que tomará a decisão final.

Sobre a compra da Brasil Telecom pela Oi, Sardenberg afirmou que o tema será analisado pela Anatel depois de aprovado o PGO.

"Essa questão entrará na Anatel depois do PGO ser aprovado. Nesse momento, temos um PGO que não aceita esse tipo de coisa. O próximo PGO provavelmente aceitará, e aí se discute o interesse dessas empresas ou de quaisquer outras empresas."

"A Anatel tem a possibilidade de aprovar condicionamentos, exigir contrapartidas, direitos do consumidor, benefícios para a economia e desenvolvimento tecnológico", frisou.   Continuação...