Citigroup tem prejuízo de US$5,11 bi no 1o trimestre

sexta-feira, 18 de abril de 2008 09:16 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O Citigroup, maior banco dos Estados Unidos, divulgou nesta sexta-feira o segundo prejuízo trimestral consecutivo, afetado por mais de 15 bilhões de dólares em baixas contábeis e aumento de provisões para perdas com crédito.

O prejuízo somou 5,11 bilhões de dólares, ou 1,02 dólar por ação, ante lucro um ano antes de 5,01 bilhões de dólares, ou 1,01 dólar por ação. A receita caiu 48 por cento, para 13,22 bilhões de dólares.

Analistas, em média, esperavam prejuízo de 0,96 dólar por ação, sobre receita de 14,35 bilhoões de dólares, segundo a Reuters Estimates.

Apesar do prejuízo, as ações do Citigroup sumiram 6 por cento no pregão eletrônico.

O presidente-executivo da instituição financeira, Vikram Pandit, está tentando focar o banco em operações mais fortes depois de anos de baixo investimento e questionável administração de risco deixaram o Citigroup mais vulnerável à crise do mercado de crédito. O banco cortou dividendos e levantou mais de 30 bilhões de dólares em capital.

Os resultados incluíram 6 bilhões de dólares em baixas contábeis e custos de crédito vinculados a hipotecas de risco maior, 3,1 bilhões de dólares em baixas contábeis relacionadas a empréstimos para compra de empresas e um aumento de 3,1 bilhões de dólares em custos com crédito relacionados a financiamento a consumidores.

A instituição também registrou perda de 1,5 bilhão de dólares por conta de sua exposição a seguradoras de títulos.

Até quinta-feira, as ações do Citigroup acumulam perda de 18 por cento este ano.

(Por Jonathan Stempel e Dan Wilchins)