Bush quer pacote de US$140 bi para economia

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008 15:47 BRST
 

Por Caren Bohan e Donna Smith

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, propôs nesta sexta-feira um pacote de redução de impostos e outras medidas no valor total de cerca de 140 bilhões de dólares com o objetivo de estimular a fragilizada economia dos Estados Unidos.

"Esse pacote de crescimento precisa ser construído sobre um alívio tributário amplo que influencie diretamente a expansão da economia, e não sobre projetos envolvendo gastos, que teriam pequeno impacto imediato sobre nossa economia", disse Bush a repórteres na Casa Branca.

"Esse pacote de crescimento precisa ser temporário e rapidamente efetivo, para que possamos ajudar nossa economia quando ela mais precisa", acrescentou.

Em meio a relatórios sombrios sobre as vendas do varejo e com outros números sugerindo a possibilidade de uma recessão, Bush e o Congresso de maioria democrata negociam para tentar chegar a um consenso em torno de um plano para estimular o crescimento.

Algumas medidas consideradas são o abatimento de impostos, incentivos às empresas e ampliação do seguro-desemprego.

Os dois lados ainda estão sensíveis às duras batalhas do ano anterior sobre o orçamento, a assistência médica e a guerra do Iraque. Mas há um consenso de que a economia, atingida por crises nos setores imobiliário e de crédito e pela alta do petróleo, precisa ser socorrida.

O presidente afirmou que o pacote deve ser equivalente a cerca de 1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos. Com a economia norte-americana valendo atualmente 14 trilhões de dólares, isso equivale a cerca de 140 bilhões de dólares.

O debate sobre um pacote de ajuda chegou à campanha presidencial, com eleições marcadas para 4 de novembro.   Continuação...