Bolsas da Ásia recuam com busca por liquidez

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 08:24 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG (Reuters) - Os mercados asiáticos de ações fecharam em queda nesta quinta-feira, influenciados por ações emergenciais tomadas por bancos centrais e governos por todo o mundo que não conseguiram ainda amenizar uma crise em que investidores fogem para bônus governamentais ou preferem a liquidez.

A mudança sísmica em Wall Street esta semana continuou a criar um senso de pânico global, com consolidação frenética do setor financeiro na maior economia do mundo fazendo com que o índice das principais ações da Ásia-Pacífico exceto o Japão MSCI atingisse o nível mais baixo desde novembro de 2005.

Os investidores se concentraram em Treasuries do governo norte-americano de curto prazo e saíram de fundos de mercado aberto, puxando rendimentos para quase zero. O custo de seguro contra default ou reestruturação subiu a índices recordes na Ásia, refletindo um ambiente hostil.

"Os temores sobre os mercados de crédito agora atingiram um clímax. É presunçoso afirmar que acabaria em um dia", disse Harushige Kobayashi, chefe do departamento de pesquisa da corretora Securities Japan.

"O mercado ignora fundamentos e agora 95 por cento das ações são direcionadas por fatores psicológicos."

O índice Nikkei de TÓQUIO fechou com declínio de 2,2 por cento, a 11.489 pontos, nível mais baixo em três anos.

O índice de ações da Ásia-Pacífico com exceção do Japão, o MSCI, exibia desvalorização de 0,76 por cento às 7h49 (horário de Brasília), depois de ter chegado mais cedo ao patamar mais baixo desde julho de 2006. O índice já cedeu cerca de 39 por cento este ano.

O indicador Hang Seng, da bolsa de HONG KONG, chegou a cair 7,4 por cento antes de reduzir a queda para ligeiros 0,03 por cento.   Continuação...