Temores com Fannie e Freddie derrubam Wall St

segunda-feira, 18 de agosto de 2008 18:14 BRT
 

Por Steven C. Johnson

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas norte-americanas registraram fortes perdas nesta segunda-feira à medida que as perspectivas de mais perdas relacionadas à crise hipotecária atingiram as ações bancárias e das duas maiores concessoras de financiamento de imóveis residenciais.

O índice Dow Jones teve baixa de 1,55 por cento, a 11.479 pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 1,51 por cento, a 1.278 pontos. O Nasdaq recuou 1,45 por cento, a 2.416 pontos.

As ações da Fannie Mae e Freddie Mac despencaram mais de 20 por cento após o Barron's ter divulgado que o Tesouro dos EUA pode precisar socorrer as gigantes financiadoras imobiliárias, o que pode produzir pesadas perdas aos acionistas e efetivamente nacionalizar essas empresas patrocinadas pelo governo.

O Departamento do Tesouro respondeu afirmando que não possui planos de utilizar a sua autoridade para socorrer nenhuma das duas companhias, que detêm ou garantêm aproximadamente metade das hipotecas norte-americanas. As ações da Fannie Mae caíram para o menor nível em quase 20 anos.

As ações do Lehman Brothers mergulharam 7 por cento após o Wall Street Journal noticiar que analistas estão esperando que o banco de investimento divulgue um prejuízo trimestral de ao menos 1,8 bilhão de dólares.

"O que nós estamos aprendendo é que a crise financeira está longe de seu fim e que as estimativas de resultados estão provavelmente muito altas", disse Jim Awad, chairman da W.P. Stewart Asset Management. "Quando petróleo e mercado acionário recuam juntos, você sabe que tem motivos para preocupações."