Siderúrgicas da China alertam VALE sobre preço do minério

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 07:41 BRT
 

Por Shao Xiaoyi

PEQUIM, 18 de setembro (Reuters) - A indústria siderúrgica chinesa, a maior do mundo, inevitavelmente irá parar de usar minério de ferro da Vale (VALE5.SA: Cotações), se a mineradora brasileira insistir em um aumento de preços, disse um executivo da associação de ferro e aço da China nesta quinta-feira.

A China vai encorajar o aumento da produção doméstica de minério de ferro e deve reduzir a demanda geral de minério nas siderúrgicas, passando até mesmo por uma redução das exportações de produtos feitos com aço, disse Luo Bingsheng, o vice-presidente da associação.

"A pretensão de aumento de preço da Vale foi extremamente mal orientada, à medida que o preço de longo prazo do minério de ferro brasileiro e indiano alcançaram o mesmo patamar", disse Luo, acrescentando que os estoques domésticos de minério de ferro aumentaram substancialmente.

Luo disse que a China não deve reduzir o controle nas exportações de aço, mas tende a aumentá-lo futuramente. Ele ainda afirmou que os avanços acentuados na exportação de produtos feitos com aço em julho e agosto foram atípicos.

A associação de aço da China enviou uma carta formal de reclamação para a Vale, sobre sua pretensão de aumentar os preços do minério de ferro.

A movimentação vem logo após a Vale ter exigido que os consumidores asiáticos pagassem cerca de 12 a 13 por cento a mais pelo minério de ferro já contratado em 2008, para colocar seu preço FOB em linha com aqueles pagos pelas siderúrgicas européias.

(Reportagem de Shao Xiaoyi)