BOLSA EUROPA-Mercado se anima após Citi e sobe

sexta-feira, 18 de julho de 2008 09:16 BRT
 

LONDRES, 18 de julho (Reuters) - O principal índice europeu de ações operava em alta nesta sexta-feira, invertendo a tendência registrada no início da sessão, depois da divulgação do balanço trimestral do Citigroup (C.N: Cotações), que veio melhor que o esperado e dava força aos papéis do setor bancário, animando investidores preocupados com o impacto da crise de crédito.

Às 9h09 (horário de Brasília) o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que acompanha as principais empresas do continente, apresentava valorização de 0,96 por cento, para 1.157 pontos. Na mínima do dia, o índice recuou 1,1 por cento.

O Citigroup, maior banco dos Estados Unidos, registrou prejuízo de 2,5 bilhões de dólares no segundo trimestre do ano, melhor do que o esperado por analistas. Para ver detalhes, clique [nN18444658].

"Num ambiente no qual a confiança está contra essas ações, veremos um rali de alívio", afirmou Jonathan Monk, gerente de fundos sênior na Aerion Fund Management.

"Tirando o Merrill, o setor como um todo tem se saído melhor do que as pessoas esperavam", apontou, referindo-se ao balanço do Marrill Lynch, apresentado na noite de quinta-feira.

Contudo, alerta de vendas anuais no grupo francês L'Oreal (OREP.PA: Cotações) e de lucros na rede de supermecados belga Delhaize ,DELB.BR limitavam os ganhos do mercado, com a companhia francesa cedendo 4,6 por cento.

O setor de mineração também pesava no índice, acompanhando a queda no preço dos metais. A Anglo American (AAL.L: Cotações) perdia 3,39 por cento, a BHP Billiton (BLT.L: Cotações) cedia 3,93 por cento e a Rio Tinto (RIO.L: Cotações) recuava 3,7 por cento.

As ações do HSBC (HSBA.L: Cotações) tinham alta de 4,09 por cento, fazendo do banco o maior contribuinte positivo no mercado europeu, enquanto o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) saltava mais de 9 por cento.

Confira o desempenho das principais bolsas européias às 9h09:   Continuação...