Mercados na Ásia reduzem perdas, Tóquio cai pela 5a sessão

terça-feira, 18 de dezembro de 2007 07:41 BRST
 

Por Louise Heavens

CINGAPURA (Reuters) - As ações nos mercados asiáticos reduziram as perdas nesta terça-feira à medida em que os preços estáveis do petróleo e um dólar mais forte reduziram as preocupações de que uma inflação em alta, junto com a desaceleração da economia dos Estados Unidos, possa levar a economia para um período de estagflação, como na década de 1970.

Mas mesmo com a recuperação de diversos setores, como o de bancos, os investidores continuaram nervosos e os mercados em Tóquio, Sydney e Taiwan fecharam em queda.

A estagflação ocorre quando os preços sobem e o crescimento patina. A última vez que isso ocorreu foi na década de 1970, depois de um forte aumento dos preços do petróleo. Alguns analistas acham pouco provável sua volta.

Entretanto, as notícias de que a confiança entre os construtores de imóveis nos Estados Unidos manteve-se em dezembro, pelo terceiro mês consecutivo, em recorde de baixa sustentou a preocupação sobre o enfraquecimento do setor.

As ações japonesas caíram pela quinta sessão seguida. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio, que perdeu quase 5 por cento nas quatro sessões anteriores, reduziu as perdas e fechou o dia com leve retração de 0,3 por cento, aos 15.207 pontos.

Bancos como o Mitsubishi UFJ Financial Group se recuperaram, ajudando o indicador da bolsa japonesa a reduzir as perdas.

O índice MSCI que mede os demais mercados da região Ásia-Pacífico subia 0,05 por cento, aos 504 pontos, por volta das 7h31 (horário de Brasília).

As bolsas de Hong Kong e de Cingapura fecharam no azul, com altas de 0,51 por cento e 0,47 por cento, respectivamente.

Na Austrália, o indicador da bolsa local encerrou a sessão com queda de 0,42 por cento, com a desvalorização de ações como a dos bancos Macquarie Group e Babcock & Brown .

Em Taiwan a bolsa local caiu 0,30 por cento, fechando aos 7.807 pontos.