Inflação britânica em novembro fica abaixo das estimativas

terça-feira, 18 de dezembro de 2007 08:01 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A Inflação na Grã-Bretanha manteve em novembro o mesmo ritmo de outubro, confundindo analistas que esperavam uma aceleração. O dado dá mais fôlego ao Banco da Inglaterra para cortar o juro caso a economia desacelere de forma mais acentuada.

De acordo com os dados divulgados pela agência nacional de estatísticas, nesta terça-feira, o índice de preços ao consumidor subiu 0,3 por cento no mês passado, mantendo a inflação anual em 2,1 por cento. Analistas esperavam que a taxa acelerasse para 2,2 por cento.

O maior impacto de alta veio dos combustíveis, compensado pela queda nos preços dos serviços públicos como gás e eletricidade.

O Banco da Inglaterra cortou a taxa de juro para 5,5 por cento no início do mês e os mercados precificam ao menos mais três cortes de 0,25 ponto percentual ao longo do próximo ano, à medida em que a economia desacelere.

O núcleo do índice de inflação, que exclui energia e outros itens voláteis, caiu para 1,4 por cento, a menor variação em um ano.