December 18, 2007 / 3:02 PM / 10 years ago

BOVESPA-Mercado mantém alta com abertura positiva de Wall Street

3 Min, DE LEITURA

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 18 de dezembro (Reuters) - A alta da Bolsa de Valores de São Paulo se mantinha no início da tarde desta terça-feira, após a abertura positiva do mercado acionário norte-americano e de uma forte queda das ações em todo o mundo na véspera.

Às 12h57, o Ibovespa subia 2,22 por cento, a 61.158 pontos, sustentado por forte valorização das principais blue chips Vale (VALE5.SA) e Petrobras (PETR4.SA), em alta de 3,30 por cento e 2,66 por cento, respectivamente.

O volume de negócios na bolsa paulista era de cerca de 1,5 bilhão de reais.

A oferta de recursos por bancos centrais da Europa e dos Estados Unidos, para aliviar a falta de liquidez do mercado, foi um dos motivos apontados por analistas para a recuperação dos preços.

"Hoje deu um respiro no mercado internacional e trouxe um dia um pouco melhor para o Brasil também", afirmou a analista Kelly Trentin, da SLW Corretora.

Ela avaliou que as notícias que fizeram os mercados cederem na segunda-feira não eram baseadas em fatos concretos, mas de especulações com o ritmo de desaceleração da economia norte-americana, e que a recomendação de venda de papéis brasileiros foi de apenas um grande banco.

Na Bovespa, as ações de empresas de telecomunicações que participam nesta terça-feira do leilão de frequências de terceira geração (3G) tinham bom desempenho, à medida que os resultados eram divulgados.

As preferenciais da Vivo VIVO4.SA estavam em alta de 5,80 por cento, a 8,94 reais. A operadora adquiriu a primeira licença ofertada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pagando 90 por cento a mais que o preço mínimo.

"Essas frequências novas vêm complementar o serviço de muitas companhias, como a Claro, a TIM e a Telemig, e a própria Vivo... Pode perder na bolsa hoje quem deixar de levar e pode ganhar um pouco quem leva alguma coisa", avaliou Kelly.

Após queda de mais de 4 por cento do Ibovespa na segunda-feira, os mercados de ações abriram menos pessimistas no mundo inteiro, com os Bancos Centrais da Europa e dos EUA injetando recursos para aplacar possível falta de liquidez na virada de ano.

Para o diretor da Àgora Corretora, Álvaro Bandeira, a atuação dos bancos centrais vai acalmar os mais afoitos e permitir uma operação menos nervosa nos mercados financeiros nesta terça-feira.

Edição de Cesar Bianconi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below