BOVESPA-Mercado opera instável ao sabor do desempenho em Wall St

terça-feira, 18 de dezembro de 2007 15:40 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 18 de dezembro (Reuters) - A forte alta registrada na abertura da Bovespa nesta terça-feira não conseguiu se sustentar depois que as bolsas norte-americanas inverteram a tendência, variando entre pequenas quedas e altas sem rumo definido.

Às 15h38, o Ibovespa .BVSP operava em alta de 0,31 por cento, aos 60.013 pontos. No início dos negócios o principal indicador da bolsa paulista chegou a exibir valorização de quase 2,7 por cento.

A incerteza em relação ao ritmo de desaceleração da economia dos Estados Unidos, com parte dos economistas prevendo recessão e inflação em alta por lá, é o principal pano de fundo para a instabilidade das bolsas verificadas neste final de ano, segundo analistas.

"A alta que tivemos hoje foi apenas um repique da queda de ontem... quando o mercado externo recuou a gente veio junto", explicou o analista Júnior Hydalgo, da Trust Investimentos.

Apesar de ter divulgado lucro acima do esperado nesta terça-feira, o Goldman Sachs também assustou investidores ao afirmar que o risco imobiliário norte-americano ainda não passou.

Na bolsa paulista, as ações de operadoras como Vivo VIVO4.SA e Oi TLNP4.SA conseguiam manter alta, motivadas pelo leilão de licenças de frequências de terceira geração.

As preferenciais da Vale (VALE5.SA: Cotações) chegaram a cair mas subiam 0,31 por cento, enquanto as ações PN da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) conseguiam manter valorização de 0,57 por cento, puxadas pela alta do preço do petróleo.

Em Nova York, o índice Dow Jones caía 0,36 por cento e o Nasdaq cedia 0,53 por cento, depois de terem exibido alta mais cedo.

(Por Denise Luna; Edição de Cesar Bianconi)