ATUALIZA3-CSN anuncia investimentos de R$9,5 bilhões em MG

terça-feira, 18 de dezembro de 2007 19:07 BRST
 

(Acrescenta decisão do STF)

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 18 de dezembro (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3.SA: Cotações) anunciou que vai investir 9,5 bilhões de reais nos próximos seis anos em siderurgia, mineração e cimento no Estado de Minas Gerais.

Segundo comunicado da CSN nesta terça-feira, a capacidade da sua principal mineradora, a mina de Casa de Pedra, passará dos atuais 16 milhões de toneladas de minério de ferro por ano para 65 milhões de toneladas até 2011.

O anúncio acontece no dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido da Vale (VALE5.SA: Cotações) de anular a decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que obriga a mineradora a abrir mão do direito de preferência do minério excedente da mina de Casa de Pedra direcionado para exportação ou vender a mineradora Ferteco.

Com a decisão do STF, a Vale deverá abrir mão da mina, já que manifestou intenção, na época da decisão do Cade, de não vender a Ferteco. A Vale informou vai analisar a decisão do STF e estudar as medidas a serem adotadas.

A CSN confirmou também que planeja construir uma nova fábrica que produzirá 4,5 milhões de toneladas de aço por ano --atualmente a produção da CSN é próxima de 5,6 milhões de toneladas anuais, total da capacidade instalada. Além disso, a empresa terá uma usina de pelotização, com capacidade de 6 milhões de toneladas de pelotas por ano, uma fábrica de clínquer e uma planta de cal, destinados à produção de cimento, e ainda um centro de distribuição e beneficiamento de aço.

"Esses recursos consolidam um ciclo de investimentos já anunciados anteriormente pela empresa e reafirmam nosso compromisso com a geração de valor aos nossos acionistas, gerando riqueza e emprego em Minas Gerais e no Brasil", afirmou o presidente da CSN, Benjamin Steinbruch.

Os recursos para a instalação da siderúrgica serão de 6,2 bilhões de reais; para a expansão da mina de Casa de Pedra, 2,2 bilhões de reais; e 850 milhões de reais serão destinados à usina de pelotização.

Na cidade de Arcos estarão instaladas a fábrica de clínquer e a planta de cal, ambas voltadas para a produção de cimento, com investimentos totais de 205 milhões de reais. O centro de distribuição e beneficiamento de aço ficará na região metropolitana de Belo Horizonte e receberá investimento de cerca de 20 milhões de reais.

(Edição de Cesar Bianconi)