Fundo dos EUA processa HSBC por operação com bônus--jornal

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 09:51 BRST
 

ZURIQUE, 19 de outubro (Reuters) - Um fundo imobiliário dos Estados Unidos processou o HSBC (HSBA.L: Cotações) alegando que operação de corretagem de hipotecas do banco britânico se aproveitou da crise nos mercados de crédito para lucrar às custas do fundo, publicou o Wall Street Journal.

No processo, o Luminent Mortgage Capital LUM.N, uma companhia sediada em San Francisco que investe em ativos baseados em hipotecas residenciais, afirma que a unidade do HSBC em Nova York definiu um valor inapropriadamente baixo para nove bônus de hipotecas de alto risco, que a subsidiária do fundo tinha definido como garantias colaterais para empréstimos.

Segundo a reclamação, o HSBC comprou os bônus com grandes descontos em relação ao valor justo, e, em pelo menos um caso, empregando um leilão que incluiu apenas um interessado, publicou a edição européia do jornal nesta sexta-feira.

O jornal informou que om processo foi aberto na quinta-feira, em Nova York. O valor total de face dos bônus em questão era de 24 milhões de dólares.

Uma porta-voz do HSBC não comentou o assunto, informou o jornal.

Os preços de mercado de muitos tipos de títulos praticamente desapareceram, forçando muitos detentores de papéis a fazer estimativas sobre o valor deles, segundo o jornal.

"Uma vez que essas estimativas envolvem critérios subjetivos, elas deixam um amplo espaço para manipulação e disputa", de acordo com o jornal.

Representantes do HSBC não puderam ser contatados imediatamente para comentar o assunto.