Em Israel, McCain se compromete com paz no Oriente Médio

quarta-feira, 19 de março de 2008 07:28 BRT
 

JERUSALÉM (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, disse ao presidente palestino, Mahmoud Abbas, estar comprometido com uma solução pacífica para o conflito entre israelenses e palestinos, após a saída de George W. Bush da Casa Branca, disse uma autoridade palestina na quarta-feira.

Em entrevista coletiva ao lado da ministra israelense do Exterior, Tzipi Livni, McCain disse ter telefonado para Abbas, cujo escritório fica na cidade de Ramallah na Cisjordânia, pois não poderia reunir-se pessoalmente com o líder palestino.

McCain, que visita Israel como parte do que classificou como turnê de averiguação pelo Oriente Médio, disse que Abbas, apoiado pelo Ocidente, quer seguir adiante com o processo de paz.

"Novamente acredito que o presidente Abbas quer esse processo (de paz) iniciado", disse McCain em Jerusalém.

O candidato republicano disse partilhar da preocupação israelense em torno da deterioração da segurança na Faixa de Gaza e com os ataques com foguetes lançados do território controlado pelo Hamas contra Israel.

"Acredito que (Abbas) não apóia o tipo de atividade que está acontecendo em Gaza. Sei que o governo dos Estados Unidos está totalmente comprometido em parar isso", disse.

McCain e seus aliados no Senado, o ex-democrata que tornou-se independente Joe Lieberman, de Connecticut, e a republicana pela Carolina do Sul Lindsey Grahan, planejam se encontrar com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, ainda na quarta-feira.

(Reportagem adicional de Wafa Amr em Ramallah)

 
<p>Candidato republicano &agrave; presid&ecirc;ncia dos EUA, senador John McCain, fala ao seu eleitorado durante evento em Springfield. McCain, chegou a Bagd&aacute; no domingo para avaliar as melhorias na seguran&ccedil;a do Iraque atribu&iacute;das ao envio de um refor&ccedil;o de 30.000 militares norte-americanos, medida que ganhou seu forte apoio. Photo by Tim Shaffer</p>