19 de Setembro de 2008 / às 20:46 / em 9 anos

PANORAMA2-Mercado tem 6a-feira de redenção com plano dos EUA

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 19 de setembro (Reuters) - O otimismo com o plano dos Estados Unidos para enfrentar a crise financeira permitiu uma sexta-feira de redenção no mercado internacional, com disparada histórica das bolsas de valores e queda de quase 5 por cento do dólar no Brasil.

Os EUA colocaram travas na venda a descoberto de ações do setor financeiro e anunciaram a intenção de remover os ativos sem liquidez do mercado. O secretário do Tesouro, Henry Paulson, estimou a ajuda total em “centenas de bilhões de dólares”.

Com a esperança de que isso estanque a crise financeira, o mercado fez as bolsas decolarem. A Bolsa de Valores de São Paulo subiu mais de 9 por cento, maior alta diária em quase uma década. Na Europa, o principal índice de ações .FTEU3 teve a valorização mais acentuada da história.

“Neste momento, temos o rascunho do plano (dos Estados Unidos) como nosso evangelho, oferecendo conforto e talvez o momento de virada da crise”, afirmou Marc Ostwald, analista de bônus da Monument Securities, em Londres.

O plano deve ser apresentado ao Congresso norte-americano nas próximas 24 horas, informaram assessores parlamentares.

No mercado de câmbio, dois leilões de venda de dólares com compromisso de recompra feitos pelo Banco Central ajudaram a restaurar a liquidez. O dólar teve a maior baixa percentual diária desde agosto de 2002.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,830 real, em queda de 4,74 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,62 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa disparou 9,57 por cento, a 53.055 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,67 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros disparou 14,9 por cento, aos 30.000 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2010 caiu a 14,83 por cento, enquanto o DI janeiro de 2012 recuou a 14,51 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 128,125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,96 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil despencava 65 pontos, a 274 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 352 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI avançou 3,35 por cento, a 11.388 pontos. O Nasdaq .IXIC subiu 3,4 por cento, para 2.273 pontos. O índice S&P 500 .SPX decolou 4,03 por cento, aos 1.255 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento subia para 3,83 por cento no final da tarde ante 3,56 por cento na quinta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves e Vanessa Stelzer; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below