BOLSA EUROPA-Resultado do Morgan Stanley contém perdas de índice

quarta-feira, 19 de março de 2008 08:55 BRT
 

Por Amanda Cooper

LONDRES, 19 de março (Reuters) - Os mercados europeus operavam em queda na manhã desta quarta-feira, mas reduziam perdas depois do anúncio do resultado do Morgan Stanley (MS.N: Cotações) nos Estados Unidos acima das expectativas. O setor de telecomunicações pesava sobre as bolsas após a Deutsche Telekom (DTEGn.DE: Cotações) ter divulgado um cenário de desempenho difícil.

O BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações) subia cerca de 5 por cento depois de afirmar que não irá fazer oferta de compra do Société Générale (SOGN.PA: Cotações), que, por sua vez, recuava 6,6 por cento. Enquanto isso, o britânico HBOS HBOS.L perdia 8,3 por cento.

Às 8h55 (horário de Brasília) o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que engloba os principais papéis da Europa, tinha queda de 0,85 por cento a 1.231 pontos, depois de subir mais de 1,1 por cento na véspera, dia em que o Federal Reserve cortou o juro básico dos Estados Unidos em 0,75 ponto percentual.

"Nitidamente o setor bancário está apresentando um dos maiores recuos", afirmou Philip Isherwood, estrategista no Dresdner Kleinwort. "No ano passado, o Fed falava de como o mercado de trabalho estava forte, que o consumidor ficaria bem, que havia poucos problemas com o subprime, que o mercado imobiliário iria se recuperar. O que eles falam agora é bem diferente", apontou.

"Eles estão claramente em modo de ressuscitação... os motivos pelos quais eles continuam com os cortes dos juros é que as fraquezas se mostrarão mais profundas do que as pessoas acreditam."

O corte anunciado pelo Fed na quarta-feira totaliza uma redução de 3 pontos no juro básico desde setembro, para 2,25 por cento, e foi feito para proteger a economia norte-americana do aperto na liquidez dos mercados globais.

"Tenha em mente que a eficácia dos últimos cortes de juros pelo Fed está reduzida porque o mecanismo de transmissão monetária não está funcionando normalmente", apontou Arthur van Slooten, estrategista no Société Générale, em Paris. "Não é um corte na taxa de juros em si que irá nos livrar dessa crise de crédito, mas obviamente foi uma boa notícia."

O setor de tecnologia também pesava no tom pessimista da sessão, com o alerta de lucro da Sony Ericsson fazendo as ações da Ericsson afundarem (ERICb.ST: Cotações) 11,24 por cento.   Continuação...