Inflação em SP acelera na 2a leitura do mês e supera previsão

terça-feira, 20 de maio de 2008 07:02 BRT
 

 SÃO PAULO (Reuters) - A inflação ao consumidor em São Paulo
acelerou mais que o esperado na segunda leitura de maio,
impactada pelos maiores preços de alimentos, vestuário e
habitação.
 O Índice de Preço ao Consumidor (IPC) subiu 0,89 por cento
na segunda quadrissemana deste mês, contra alta de 0,68 por
cento na primeira, informou nesta terça-feira a Fundação
Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).
 Economistas pesquisados pela Reuters previam uma taxa de
0,75 por cento, sendo que as estimativas oscilaram de 0,70 a
0,76 por cento.
 Os preços do grupo Alimentação tiveram avanço de 1,77 por
cento, acima da variação positiva anterior de 1,23 por cento.
 Os custos de Habitação também aceleraram a alta, para 0,65
por cento na segunda leitura, contra 0,52 por cento na
primeira. Os de Vestuário avançaram 1,22 por cento, ante alta
anterior de 0,80 por cento.
 Mantiveram-se com forte variação positiva os preços de
Saúde, de 1,23 por cento, embora ligeiramente abaixo da
elevação de 1,28 por cento da primeira quadrissemana.
 O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo
de famílias com renda até 20 salários mínimos.
 (Reportagem de Vanessa Stelzer; Edição de Eduardo Simões)