Produção da Petrobras no Brasil cai 2,1% em setembro

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 17:41 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras registrou em setembro a terceira queda mensal consecutiva na produção de petróleo no Brasil, devido a problemas em plataformas localizadas em vários campos de produção.

Segundo comunicado da estatal, a produção de petróleo no país ficou em 1,769 milhão de barris por dia em setembro, volume 2,1 por cento menor que o verificado em agosto. O resultado foi inferior também a setembro de 2006, quando a empresa produziu 1,788 milhão de barris diários.

A empresa já havia registrado quedas na produção mensal em julho e agosto.

Com o dado de setembro, a média de produção diária de petróleo no Brasil em 2007 está em 1,795 milhão de barris, ainda um pouco acima da média fechada de 2006, que foi de 1,777 milhão.

"Esta diferença de 38 mil barris (de agosto para setembro) foi em função de problemas operacionais ocorridos ao longo do mês nas plataformas dos campos de Barracuda, Caratinga, Espadarte, Marlim e Roncador", informou a estatal.

"A situação, em todos os casos, já está normalizada".

A produção de petróleo fora do Brasil, pouco representativa no total da companhia, subiu para 128,5 mil barris diários em setembro, ante 124,9 mil barris em agosto, puxada pelo aumento de produção na Argentina, Colômbia e Equador. Mas está abaixo da média registrada em 2006, de 142,2 mil barris.

A produção média de gás natural no país em setembro (excluindo o liquefeito) ficou em 42,3 milhões de metros cúbicos por dia, abaixo do volume de agosto, de 43,05 milhões de metros cúbicos, "devido, basicamente, a flutuações de demanda do mercado".

Os problemas da empresa em manter as metas de produção estipuladas anteriormente têm sido apontados por analistas como uma das causas das ações da empresa estarem com desempenho inferior ao do índice geral da Bovespa neste ano.

(Por Marcelo Teixeira)