Arrecadação federal cresce para recorde de R$62 bi em julho

terça-feira, 19 de agosto de 2008 18:18 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A arrecadação de tributos federais cresceu 15,6 por cento em julho na comparação com o mesmo período do ano passado, para 61,960 bilhões de reais, valor recorde para o período, informou a Receita Federal nesta terça-feira.

O desempenho refletiu principalmente uma elevação de 39,5 por cento no recolhimento do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido cobrados das empresas.

Juntos, os dois tributos somaram 14,254 bilhões de reais na arrecadação do mês passado.

"O crescimento do IRPJ e da CLSS realmente nos surpreendeu e a explicação para isso é o bom momento da economia, da lucratividade das empresas", afirmou a jornalistas o secretário-adjunto da Receita Carlos Alberto Barreto.

Alguns dos setores que mais têm se destacado na elevação da arrecadação, segundo a Receita, são o de combustíveis, extração de minerais metálicos, metalurgia e fabricação de veículos.

No acumulado do ano, a arrecadação total do governo federal somou 396,934 bilhões de reais, 11,21 por cento acima do registrado no mesmo intervalo de 2007.

Excluídas as receitas com royalties de petróleo, a elevação foi de 10,36 por cento nos primeiros sete meses de 2008. Segundo Barreto, a expectativa da Receita é que as receitas fechem o ano com crescimento ao redor de 10 por cento.

Os dados da Receita são corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

(Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Alexandre Caverni)