Telebrás pede à Bovespa bloqueio de negócios com suas ações

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 10:37 BRST
 

SÃO PAULO, 19 de novembro (Reuters) - A Telebrás, holding estatal de telecomunicações, divulgou comunicado nesta segunda-feira pedindo o bloqueio dos negócios com suas ações à Bolsa de Valores de São Paulo. Os papéis tiveram alta de mais de 200 por cento na sexta-feira.

O pedido da estatal foi feito depois que a Bovespa requeriu informações da empresa sobre a variação das ações ordinárias e preferenciais, que na sexta-feira subiram 218,18 e 200 por cento, respectivamente.

A Telebrás informou que a variação do papel ocorreu depois que o jornal Folha de S.Paulo publicou na semana passada que o ministro das Comunicações, Hélio Costa, afirmou que a companhia iria coordenar o uso de fibras óticas ociosas de estatais no projeto de ampliação das redes de Internet rápida a 90 por cento do país. O projeto custaria entre 2,5 bilhões e 3 bilhões de reais em três anos, segundo o ministro.

"Não tendo a Telebrás e seus dirigentes dado motivos para as oscilações de suas ações, solicitamos o bloqueio delas para negociação na abertura do pregão da Bovespa, ainda hoje, para permitir aos órgãos competentes e fiscalizadores a apuração da ocorrência atípica", informou a estatal em comunicado.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Isabel Versiani)