Bolsas dos EUA afundam com petróleo, ouro e Merrill

quarta-feira, 19 de março de 2008 18:34 BRT
 

Por Justin Grant

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas norte-americanas fecharam em forte queda nesta quarta-feira à medida que um mergulho nos preços do ouro e do petróleo puxaram as ações do setor de energia e mineradoras, e especulações de que o Merrill Lynch possa ter mais baixas contábeis abateram o otimismo de que a crise do crédito estava diminuindo.

O índice Dow Jones caiu 2,36 por cento, a 12.099 pontos. O Standard & Poor's 500 recuou 2,43 por cento, a 1.298 pontos. O Nasdaq teve desvalorização de 2,57 por cento, a 2.209 pontos.

A queda de mais 2 por cento em todos os três índices veio um dia após o S&P ter a sua maior alta diária em mais de cinco anos seguindo os resultados acima do esperado de bancos de investimentos e o corte na taxa de juro pelo Federal Reserve.

Os preços do ouro tiveram sua maior queda diária em quase dois anos e o petróleo teve seu maior declínio em sete meses, puxados por preocupações persistentes com a saúde da economia norte-americana.

Uma ação judicial do Merrill Lynch contra uma seguradora de bônus criou especulações de que a corretora e banco de investimento pode não ter proteção suficiente contra perdas por exposição a ativos que estão no coração da crise do crédito. O que pode levar a mais baixas contábeis.

"As commodities também estão sendo atingidas aqui. O que é uma notícia positiva para o mercado, mas isto também atinge as ações de energia e outras", disse Todd Leone, chefe de operações na Cowen & Co. "Nós tivemos uma grande valorização ontem e provavelmente foi longe de mais. Existe rumores sobre o Merrill Lynch. Todas as ações de corretoras estão em queda."