Dois ex-administradores de fundos do Bear Stearns são presos

quinta-feira, 19 de junho de 2008 11:22 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Dois ex-administradores de fundos de hedge do banco de investimentos Bear Stearns foram presos na manhã de quinta-feira depois de um inquérito criminal sobre o colapso de fundos que eles administravam, segundo o Federal Bureau of Investigation (FBI).

Os ex-administradores Ralph Cioffi e Matthew Tannin devem ser acusados e denunciados por fraude em ativos.

Cioffi e Tannin administravam dois fundos cuja quebra no ano passado ajudaram a dar início à crise de crédito depois que o colapso dos fundos fomentou temores sobre os bancos de investimento ligados à hipotecas de alto risco.

O colapso incitou questões sobre vigilância e operações de gerenciamento de risco no Bear Stearns, que foi vendido em março ao JPMorgan numa aquisição emergencial intermediada pelo Federal Reserve.

Um escritório da procuradoria no Broklyn, em Nova York, tem investigado o colapso do fundo, afirmaram fontes à Reuters anteriormente.

Espera-se que o FBI e o Departamento de Justiça façam um anúncio às 14h15 (horário de Brasília).

As acusações devem citar e-mails pessoais enviados por um administrador para outros que, aparentemente, sugeriam que os fundos do Bear passavam por dificuldades, dias antes de um dos administradores dizer aos investidores que estava confortável com as posições, segundo o Wall Street Journal.

(Reportagem adicional de Ellen Wulfhorst e Joseph A. Giannone)