Ações européias caem por preocupação com crédito

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 14:56 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS (Reuters) - As ações européias fecharam em baixa nesta sexta-feira, no menor nível em duas semanas, com a queda dos papéis de bancos em meio à preocupação sobre o impacto do aperto nos mercados de crédito. Lucros fracos nos Estados Unidos também pesaram na sessão.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as ações das principais empresas da região, recuou 0,6 por cento, para 1.563 pontos, após máxima de 1.575 pontos durante o pregão.

A AstraZeneca caiu 3,8 por cento depois que o Departamento Europeu de Patentes revogou uma patente do medicamento contra asma Symbicort, pondo em risco vendas que no ano passado representaram 1,02 bilhão de dólares.

Os bancos cederam, com baixa de 2,1 por cento do Royal Bank of Scotland, de 2,9 por cento do HBOS e de 1,3 por cento do BNP Paribas .

O setor caiu depois que o norte-americano Wachovia divulgou resultado trimestral abaixo das expectativas, afetado por baixas contábeis de 1,3 bilhão de dólares na unidade de banco de investimento.

"A preocupação com o crédito ainda domina o cenário, com a forte demanda por ativos seguros impulsionando o mercado de títulos governamentais, reforçando as curvas (de juros) e abalando o dólar", escreveram analistas do Bear Stearns em relatório.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,23 por cento, a 6.527 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,47 por cento, para 7.884 pontos.   Continuação...