Lucro do 3o maior banco do Japão despenca 30% no semestre

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 09:19 BRST
 

Por David Dolan

TÓQUIO, 19 de novembro (Reuters) - O Sumitomo Mitsui Financial Group (8316.T: Cotações), terceiro maior banco do Japão, sofreu uma queda de 30 por cento no lucro apurado entre abril e setembro, atingido por desvalorização no valor da ação de sua afiliada de cartões de crédito. Apesar da queda, a instituição manteve previsão de desempenho para o ano.

O SMFG tem sido um dos mais agressivos "megabancos" do Japão na expansão de suas atividades no setor de financiamento a consumidores.

A instituição comprou 32 por cento da companhia de cartões de crédito OMC Card 8258.T em julho, como parte dessa estratégia. Mas as ações da OMC, como de outros integrantes do setor de financiamento a consumidores, tiveram perdas acentuadas por conta de preocupações dos investidores sobre o impacto de regulamentação mais estreita sobre o setor.

O SMFG também informou que espera ter perdas de 87 bilhões de ienes (790 milhões de dólares) este ano em investimentos vinculados a títulos de crédito de alto risco, por conta da deterioração dos mercados globais de crédito.

"Os bancos japoneses ficaram mantendo afirmação de que sua exposição aos empréstimos de alto risco é limitada, mas as agências de classificação de risco estão agora reduzindo notas de produtos. Então as incertezas continuam", disse Takeshi Osawa, gerente-sênior de fundos da Norinchukin Zenkyoren Asset Management.

O SMFG teve lucro líquido de 170,6 bilhões de ienes (1,54 bilhão de dólares) no primeiro semestre fiscal, até setembro, queda ante os 243,7 bilhões de ienes obtidos um ano antes.

O resultado era largamente esperado depois que o banco reduziu no mês passado sua estimativa de ganho no primeiro semestre em 23 por cento, citando a desvalorização nas ações da OMC.