Ex-economista do FMI prevê colapso de grande banco nos EUA

terça-feira, 19 de agosto de 2008 09:12 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - O pior da crise financeira global ainda está por vir e um grande banco norte-americano vai entrar em colapso nos próximos meses, com o aprofundamento dos problemas na maior economia do mundo, avaliou o ex-economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) Kenneth Rogoff.

"Os EUA ainda não estão a salvo. Acho que a crise financeira está no meio do caminho, talvez. Eu iria mais longe ao dizer que 'o pior está por vir"', disse nesta terça-feira em uma conferência.

"Nós não veremos apenas bancos de médio porte com problemas nos próximos meses... vamos ver um grande, um dos maiores bancos de investimento ou dos maiores bancos."

Rogoff, professor da Universidade de Harvard, foi economista-chefe do FMI entre 2001 e 2004.

"Temos que ver mais consolidação no setor financeiro antes de tudo isso acabar", comentou ao ser questionado sobre os sinais de final da crise.

"Provavelmente Fannie Mae and Freddie Mac... essas agências gigantes de hipotecas não existirão no formato atual em alguns anos."

(Por Jan Dahinten)