CONSOLIDA-Plano para ativos sem liquidez impulsiona mercados

sexta-feira, 19 de setembro de 2008 15:56 BRT
 

Por Patrick M. Fitzgibbons

NOVA YORK, 19 de setembro (Reuters) - O governo norte-americano está desenvolvendo um plano de socorro para remover títulos hipotecários sem liquidez, que provavelmente irá custar centenas de bilhões de dólares. Além disso, decidiu frear as vendas a descoberto de ações e dar suporte a fundos mútuos, o que impulsionou fortemente os mercados nesta sexta-feira.

O movimento fecha uma semana em que os mercados financeiros enfrentaram a mais séria confluência de crises desde a Grande Depressão, ameaçando a estabilidade de economias nacionais e do sistema bancário mundial.

"É como ter um ataque cardíaco e depois passar por uma cirurgia, mas no dia seguinte você ainda sente dores", disse Warren Simpson, diretor-gerente do Stephens Capital Management.

Assim que o governo norte-americano surgiu com o armamento pesado para combater a crise financeira, o banco de investimento Morgan Stanley MS.N ganhou tempo para preparar um plano e continuar conversando com o Wachovia WB.N e outros bancos sobre uma fusão.

Mas grande parte do foco dos mercados nesta sexta-feira estava em Washington, à medida que autoridades do governo do presidente George W. Bush, do Congresso e do Federal Reserve trabalhavam no desenvolvimento de diversos planos para restaurar a confiança dos mercados acionários.

O governo norte-americano já prometeu até o momento mais de 1 trilhão de dólares para dar suporte ao sistema financeiro e ao mercado imobiliário.

No mais recente exemplo, o Tesouro afirmou nesta sexta-feira que irá usar 50 bilhões de dólares para dar sustentação a fundos mútuos que tiveram o valor dos ativos abaixo de 1 dólar.

  Continuação...