Chávez vai à França e insiste em se reunir com chefe das Farc

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 21:22 BRST
 

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse na segunda-feira em sua chegada a Paris que irá insistir na necessidade de se reunir com o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marulanda, como parte de sua mediação por uma troca de reféns na Colômbia.

Em declarações a rádios e redes de TV, Chávez explicou que levou "muitos elementos" para tentar uma solução para o problema. Ele tem um encontro marcado com o presidente francês Nicolás Sarkozy.

"Continua me parecendo, e cada vez de forma mais importante, falar com Manuel Marulanda, espero que dê certo, e é um dos temas que vou falar", disse Chávez.

Chávez afirmou também que não levou as provas de vida da sequestrada franco-colombiana Ingrid Betancourt e de outros reféns em mãos do grupo guerrilheiro, mas confiou que daqui a pouco irá recebê-las.

(Por Fabián Andrés Cambero)