Associação siderúrgica do Japão é contra fusão BHP-Rio Tinto

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 09:09 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - Um grupo de siderúrgicas japonesas informou que não é favorável à proposta de fusão das mineradoras BHP Billiton e Rio Tinto pois acreditam que a megaoperação impedirá mecanismos de preços de mercado.

Hajime Bada, presidente da Federação de Ferro e Aço do Japão e presidente da JFE Steel, terceira maior siderúrgica do mundo, informou que a fusão das duas gigantes da indústria de mineração controlará 40 por cento do comércio mundial de minério de ferro transportado pelo mar e 60 por cento das importações japonesas de minério de ferro.

"Estamos preocupados de que tal fusão vai impedir um mecanismo saudável de preços de mercado. Somos contra isso", disse Bada a jornalistas, nesta segunda-feira.

Bada acrescentou que ele expressará sua posição em uma reunião com o presidente-executivo da BHP, Marius Kloppers.

No início deste mês, a BHP Billiton, maior grupo de mineração do mundo, fez uma oferta não-solicitada de 140 bilhões de dólares pela Rio Tinto. A proposta foi rapidamente rejeitada depois de ser considerada muito baixa.

Uma união entre a BHP e a Rio criará uma megaforça mundial em mineração, produzindo de tudo desde minério de ferro e manganês a cobre e diamantes.

Fontes informaram à Reuters também no início do mês que o conselho de administração da Rio Tinto está aberto a uma oferta maior da BHP, especialmente se envolver componente em dinheiro.

(Por Yuko Inoue)